EFORT em Números


Ação Social

  • 8190 pessoas com deficiência foram atendidas com o apoio de Furnas Centrais Elétricas S.A., e Prefeitura de São Paulo desde 2001.
  • Criação de 3 grandes programas de formação profissional e inclusão social para a “Capacitação Solidária”.

Cultura

  • Organização de exposições de pintura de artistas com deficiência, em projeto para o Banco HSBC.
  • Produção de CD-ROM sobre a história da energia com mais de 40 mil cópias, em projeto para as empresas do grupo Energisa: CELB, Saelpa, CENF além de Furnas Centrais Elétricas S.A..
  • Produção de 6 filmes didáticos e documentários, em projeto para a Eletrobrás, Saelpa, Furnas.
  • Produção de mídias em 3 D, nos projetos para as Unidades Móveis da Eletropaulo.
  • Espaço Saelpa de Energia, História da Energia na Paraíba.

Educação

  • 1534 professores da Rede Municipal de Educação de São Paulo capacitados no uso eficiente de energia elétrica.
  • 230 técnicos em informática, engenheiros e professores capacitados para projetos de inclusão digital dirigidos a pessoas com deficiência - para a IMA e Prefeitura de Campinas, São Paulo.
  • 280 monitores e supervisores da Secretaria de Participação e Parceria de São Paulo capacitado para o uso de tecnologias de acessibilidade para apoio às pessoas com deficiência.
  • 7 grandes cursos de capacitação de professores do Ensino Municipal de São Paulo para atendimento inclusivo de alunos com deficiência.
  • 2 cursos para técnicos e monitores sobre o uso eficiente de energia elétrica - Campina Grande, Paraíba.
  • Capacitação de técnicos, engenheiros e 300 educadores para a Cataguazes Leopoldina em Cataguases – Minas Gerais .
  • Palestras e Capacitação de engenheiros e técnicos para a operacionalização de unidades móveis para a COPEL em Curitiba, Paraná, Eletropaulo São Paulo e Furnas Centrais Elétricas S.A - Rio de Janeiro.

Eficiência Energética

  • Criação de 7 Unidades Móveis multifuncionais voltadas para programas de eficiência energética em lugares remotos, sendo 5 para a COPEL, 2 para a Eletropaulo e 1 para mais de 180 mil pessoas atendidas, entre alunos, professores e familiares.
  • Criação de 6 Centros de Referência voltados para o uso eficiente de energia no lar, no comércio e na indústria para as cidades de Cataguazes e Manhuaçu (Minas Gerais), Nova Friburgo (Rio de Janeiro), Campina Grande e João Pessoa (Paraíba) para empresas do grupo Energisa.
  • Diagnóstico energético e estudos de fornecimento de energia para a empresa VIVO em São Paulo, em parceria com a Teleconcept e IPT.
  • 61.000 famílias de baixa renda atendidas em projetos de eficiência energética aprovados pela ANEEL em Guarulhos, Poá, Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes, para a Bandeirante Energia.
  • Desenvolvimento de equipamentos e laboratórios com Universidades e Empresas Especializadas de alto Nível na área de energia elétrica para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
  • 7 projetos educativos sobre conservação de energia para Furnas Centrais Elétricas, em São Paulo e Rio de Janeiro com mais de 11 mil alunos atendidos.
  • Criação dos parâmetros para ampliação e atualização do PROCEL EDUCAÇÃO, para a Eletrobrás e o Ministério de Minas e Energia.

Meio Ambiente

  • Recuperação da área de preservação da Usina Hans, em Nova Friburgo, RJ.
  • Distribuição de material didático sobre Educação Ambiental e preservação de água para escolas de Ensino Fundamental.

Técnologia da Informação e Comunicação

  • Desenvolvimento de software para controle de produção de projetos para o grupo Energisa, Eletrobrás, Furnas Centrais Elétricas S.A, e Prefeitura de São Paulo.
  • Sistema de auto-instrução sobre o tema Equidade de Gênero para a Superintendência de Responsabilidade Social de Furnas Centrais Elétricas S A.
  • 7900 pessoas atendidas nos programas de inclusão digital com uso de tecnologias e softwares especiais ( tecnologias assistivas ) destinadas às pessoas com deficiência e idosos, em convenios com o INSS e apoio da Microsoft e VIVO.
  • Assessoria para a criação de “Telecentros com Acessibilidade Total” que permitem o acesso da pessoa com deficiência ou necessidades especiais, ao mundo virtual, como: teclados touch screen, leitores de telas, lupas eletrônicas, línguas de sinais, Braille virtual e real, impressora de Braille, espaço físico com acessibilidade para cadeirantes, para a Secretaria de Participação e Parcerias da Prefeitura de São Paulo.

Onde o Instituto EFORT aplica os resultados finaceiros de seus projetos

  • No atendimento gratuito de pessoas com deficiência auditiva, visual, mental, física e múltipla, por meio de programas de cunho sócio-educativo, usando tecnologias e recursos especiais para inclusão sócio digital.